Ligue para nós

(41) 3224-5248

0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.
Condroton Plus Vetnil® 500 Gramas Regenerador Articular

Condroton Plus Vetnil® 500 Gramas Regenerador Articular

R$417,00

(Em estoque)

  • Condroton Plus Vetnil® 500 Gramas Regenerador Articular Condroton Plus Vetnil® 500 Gramas Regenerador Articular

Condroton Plus Vetnil® 500 Gramas Regenerador Articular

Seja o primeiro a avaliar este produto

R$417,00

SKU: 001863

Disponibilidade: Em estoque

Em até 10x de R$ 41,70 sem juros no cartão Formas de Pagamento ou R$ 396,15 à vista com 5% de desconto no boleto e depósito.
Informe o seu CEP para calcular o valor e prazo da entrega.
Avisar um Amigo

Regenerador articular com Sulfato de Condroitina A

A articulação sinovial é composta por superfícies ósseas por camadas uniformes de cartilagem hialina, lubrificadas por um líquido sinovial viscoso, agrupadas e sustentadas pela cápsula articular.

A cartilagem articular é constituída por células chamadas condrócitos, que sintetizam e depositam, em torno de si, uma matriz que representa mais de 90% do volume total do tecido. A matriz cartilaginea é composta por fibras colágenas, proteoglicanos e água.

Este tecido desempenha um importante papel na função articular, auxiliando no amortecimento de choques mecânicos entre as superfícies das extremidades ósseas e promovendo um deslizamento brando e regular, de pouca fricção entre estas superfícies.

Os proteoglicanos são moléculas compostas principalmente por uma proteína central com cadeias laterais de glicosaminoglicanos (GAG´s), que se unem ao ácido hialurônico através das proteínas, formando agregados. O principal glicosaminoglicano componente dos proteoglicanos é a Condroitina.

A estrutura molecular da matriz cartilaginea aparece como peça fundamental para adaptar esses tecidos á compressão. A grande retenção de água neste tecido cria um efeito de amortecimento semelhante a uma esponja.

Degenerações da cartilagem levam a perda de cadeias de glicosaminoglicanos com consequente diminuição da função desta estrutura.

O Sulfato de Condroitina e a Glucosamina têm um tropismo para os tecidos articulares e cartilagíneos, onde se liga seletivamente á cartilagem degradada ou lesada, iniciando o processo de regeneração deste tecido. O uso dos glicosaminoglicanos objetiva a reposição do que foi perdido durante processos patológicos (condro-reparação) e do que se perde na atividade normal do animal (condro-proteção).

Outra importante propriedade é o efeito anti-inflamatório, notado após a utilização desses compostos.

Outros efeitos fisiológicos do sulfato de condroitina são: contribuição á ossificação e calcificação dos ossos, além da manutenção da elasticidade de tendões e ligamentos. Adicionalmente, um importante efeito anti-inflamatório é notado após a utilização desses compostos, consequente à supressão da liberação de mediadores da inflamação, o que reduz a dor e a efusão articular.

Os glicosaminoglicanos também inibem a ação de enzimas lisossomais (liberadas por leucócitos no fluído sinovial), restauram o balanço de permeabilidade da membrana sinovial (refazendo sua malha) e induzem a produção de hialuronato de sódio, aumentando o efeito de lubrificação entre as cartilagens articulares. Uma importante ação estimulante sobre a síntese de colágeno foi observada após o uso de glicosaminoglicanos com baixo grau de sulfatação.

Perna canaliculus é um molusco marinho rico em precursores dos glicosaminoglicanos e ácido hialurônico, além de também possuir leve atividade antiinflamatória. Seu extrato é obitido por desidratação e, então, moído.

Colágeno é rico em aminoácidos livres, além de ser fonte biológica para formação dos proteoglicanos. Também faz parte da cartilagem articular.

Manganês atua como coenzima que polimeriza monômeros para a formação dos glicosaminoglicanos. Níveis adequados desta coenzima são necessários para a ótima utilização de Glucosamina e de Sulfato de Condroitina pela articulação. A carência de Manganês leva a diminuição de Ácido Hialurônico, Sulfato de Condroitina e Heparina na cartilagem.

Indicação do produto

Para equinos, muares, asininos adultos; bovinos e bubalinos adultos; potros, pôneis e bezerros; ovinos, caprinos e avestruzes adultos; cordeiros, cabritos e avestruzes filhotes; suínos adultos e leitões. Indicado para auxiliar os tratamentos de artropatias não infecciosas, tais como, artrites, artroses, osteoartroses, hidroartroses, artropatias degenerativas, espondiloses, espondiloses anquilosantes, condropatias, sinovites; patologias tendíneas; osteodistrofias e condrodistrofias; pós-operatório de cirurgias articulares; coadjuvante em casos de fraturas; além de atuar também na profilaxia de doenças osteoarticulares e condroproteção de animais submetidos a grandes esforços.

Níveis de garantia para cada 100 g

Sulfato de Condroitina “A”.................................................19,0 g

Glucosamina....................................................................55,0 g

Moluscos (Perna canaliculus).............................................15,0 g

Colágeno...........................................................................6,0 g

Sulfato de Manganês........................................................0,68 g

Excipientes q.s.p.............................................................100,0 g

Modo de usar

Para ser adicionado ao alimento.

Administração Inicial:

Equinos, Muares e Asininos adultos: 10 g duas vezes ao dia.

Bovinos e Bubalinos adultos: 10 g duas vezes ao dia.  

Potros, Pôneis e Bezerros: 5 g duas vezes ao dia.

Ovinos, Caprinos e Avestruzes adultos: 5 g duas vezes ao dia.

Cordeiros, Cabritos e Avestruzes filhotes: 1 g duas vezes ao dia.

Suínos adultos: 3 g duas vezes ao dia.

Leitões: 0,5 g duas vezes ao dia.


A dose de administração inicial é de 2 a 3 meses e depois deve ser feita a dose de manutenção.

Manutenção:

Equinos, Muares e Asininos adultos: 10 g uma vez ao dia.

Bovinos e Bubalinos adultos: 10 g uma vez ao dia.  

Potros, Pôneis e Bezerros: 5 g uma vez ao dia.

Ovinos, Caprinos e Avestruzes adultos: 5 g uma vez ao dia.

Cordeiros, Cabritos e Avestruzes filhotes: 1 g uma vez ao dia.

Suínos adultos: 3 g uma vez ao dia.

Leitões: 0,5 g uma vez ao dia.

As dosagens poderão ser aumentadas ou diminuídas de acordo com a orientação do Médico Veterinário.

  1. Seja o primeiro a avaliar este produto

Queremos saber sua opinião

Como você avalia este produto? *

  1 estrela 2 estrelas 3 estrelas 4 estrelas 5 estrelas
Avaliação