Ligue para nós

(41) 3224-5248

0item(s)

Nenhum produto no carrinho.

Product was successfully added to your shopping cart.

História da Selaria Dias

Sr. Eduardo Dias com funcionários

Sr. Eduardo Dias, pai de Dena e o avô Jones Dias, com funcionários Dilo e Domicílio na década de 1970 em Lages-SC

Sr. Eduardo Dias e Dona Iraci Dias

Sr. Eduardo Dias (in memorian em 1995)e Dona Iraci Dias (hoje com 75 anos), pai e mãe da proprietária da Selaria Dias.

Selaria Dias, uma história que começou em Bom Jardim da Serra-SC com Jones Dias o seleiro

A essência de um bom negócio em síntese tem por traz uma história, um aprendizado e uma veia familiar. Alguns casos não dão certo, o que não é regra. E foi no Morro da Fumaça em Bom Jardim da Serra no interior de Santa Catarina atrás de um balcão e num cantinho bem rústico que o seleiro Jones começou a fabricar material de montaria em couro. Profissional requisitado e artesão do local, logo se tornou referência com seus arreios, guaiacas, capas, botas e artigos de maior procura para cavalos. Mudou-se para Lages-SC e levou consigo a família e a Selaria Jones Dias & Filho que formou gerações de sapateiros, seleiros e profissionais do setor nos seus mais de 70 anos de existência. Como exemplo, seu Aroldo que se aposentou aos 60 anos e ficou mais vinte e dois anos na ativa sempre produzindo arreios e empregou seu filho que atuou mais de 30 anos fazendo corte de sapato. A continuidade da neta de Jones Percebendo que o mercado de selaria tinha campo para explorar, Jones ampliou o leque de vendas, chegou a ter 17 funcionários.

Mas em 1977, desfez a sociedade com o filho que passou a tocar a então Fábrica de Calçados Dias que funcionou até 1995 em Lages- SC quando faleceu o pai da hoje então proprietária da Selaria Dias que tem no sangue a história viva do avô seleiro e do pai sapateiro. Dena, como é conhecida, desde sempre vivenciou o avô e o pai trabalhando com couro e a mãe cujo tino comercial herdou dela que, além de atender, vender e comprar, também produzia capa, arreio, bota, guaiaca. "Fui praticamente criada atrás do balcão das lojas da família e desde muito jovem ajudava eles fazendo barrigueira, atendendo clientes e viajando pelas cidades nos rodeios" revelou. Nos anos 80, seu pai chegou a ter um curtume, o que facilitava sua matéria-prima que foi essencial, pois, nesta época crescia o mercado de couro e se produzia muita bota, arreio, chapéu e sempre havia uma equipe pronta para costurar, cortar e montar as diversas peças. Em 1989, faleceu Jones Dias e em 1995, seu filho, Sr. Eduardo Dias, pai de Denna que já estava em Curitiba em 1992, com o objetivo de abrir uma selaria para dar continuidade a história familiar.

Setembro de 1993

Dena e Domingos, proprietários da Selaria Dias

Dena e Domingos, proprietários da Selaria Dias.

Nas horas vagas o casal aproveita para descansar, sair com amigos, fazer uma cavalgada e cuidar das cachorrinhas Paçoca e Vivi (da raça Yorkshire). E de segunda à sábado estão sempre assim, alegres no atendimento da Selaria.

"Gostamos muito do que fazemos e procuramos fazer da Dias um local onde as pessoas se sintam bem".

Edener Dias do Santo, natural de Lages, apelido familiar de Dena, formada em Administração de Empresas, casada com o Engenheiro Mecânico, Domingos, sempre acreditou em seus sonhos e realizou um deles em 27 de setembro de 1993, quando inaugurava a Selaria Dias na Av. Visconde de Guarapuava.

Equipe da Selaria Dias

São 17 anos de muito trabalho e aprendizado. "Começamos com algumas peças e acessórios para cavalo, uns pelegos e algumas botas e arreios. A cada semana aumentávamos as necessidades de nossos clientes e procuramos acompanhar o mercado também", destacou Dena.

Equipe da Selaria Dias

 

Agradecemos a sua visita e esperamos que você fique muito satisfeito comprando em nossa loja virtua!

Equipe da Selaria Dias
Curitiba-PR